O Vampiro de Itapoã | Crime extremamente macabro em Brasília

Às vezes Brasília pode passar a falsa ilusão de que é uma cidade completamente calma e onde nada acontece (em todos os sentidos), tanto que mesmo com a quantidade de shows, eventos e lugares para se ir, é fácil ver pessoas dizendo que não existe nada por aqui, e isso inclui coisas ruins também, como crimes brutais. Mas a verdade é bem diferente... É preciso lembrar que moramos em uma capital e essa ilusão existe especialmente para os que moram em áreas mais tranquilas da cidade, mas o Vampiro de Itapoã é um exemplo de coisa bizarra do DF.

O caso aconteceu em 13 de maio de 2019 e foi a público quando a mulher de Heraldo José de Carvalho foi até a polícia falar sobre o desaparecimento do marido no Itapoã. E com a investigação da polícia e relatos, a coisa foi sendo revelada, especialmente com o rápido encontro do corpo do cara, que tinha 43 anos.

O negócio é que o suspeito, de 24 anos, que logo ficou conhecido como "Vampiro de Itapoã" tinha um hábito extremamente macabro, ele matava animais variados e bebia o sangue. Inclusive quando a polícia foi até o local onde morava, achou esparramado por todo o lugar penas, corpos e vísceras de bichos. Além disso uma quantidade absurda de gatos.

As pessoas que moravam no lugar, conheciam o hábito do cara, mas não tinha muito o que fazer né? Porém até aí, tudo "ok". Mas ele contratou Heraldo pra construir uma cerca e ofereceu drogas como pagamento. Quando o homem consumiu a coisa e não fez a cerca, acabou  sendo atacado e morto. Além disso uma testemunha disse que viu ele bebendo sangue, e anteriormente o cara tinha falado que queria beber sangue humano.

Apesar de ter fugido, a polícia conseguiu capturá-lo e atualmente tá investigando a coisa. Nossa, ein? Então fiquem ligados, coisas macabras acontecem em qualquer lugar, inclusive em nossa cidadezinha.